drinks-coloridos2
Casamento

Casamento Evangélico | Bebida Alcoólica

Olá, pessoal! Tudo bem?! Há uns mil anos atrás (a exagerada, haha) eu escrevi um post sobre casamento evangélico sem pista de dança e ele é um dos posts mais acessados aqui no blog. Pelo google muitas noivinhas e até noivinhos chegam até o blog e começam a procurar mais posts sobre o assunto. Como eu vivo longe do blog, os posts do assunto não tiveram continuidade e hoje eu resolvi falar sobre um assunto um tanto polêmico.

No próprio post sobre o entretenimento de convidados recebi alguns comentários com dúvidas sobre bebidas alcoólicas e resolvi colocá-los aqui de exemplo pra vocês com a minha opinião.

bebidas alcoólicas 1 bebidas alcoólicas

Eu sou da seguinte opinião: O erro não estar em beber e sim de embebedar-se. Deus não vai te julgar porque tomou uma taça de vinho ou uma latinha de cerveja. Porém, em uma festa de casamento existem pessoas de diferentes costumes e religiões e infelizmente algumas não sabem beber e acabam bebendo demais e dando algum tipo de vexame na festa alheia. Falando sobre o meu casamento, eu optei por não ter cerveja (porque sei que o povo que conheço que bebe cerveja bebe demaaaaaais, é uma latinha atrás da outra e acaba ficando chato também) mas deixei algumas batidas fraquíssimas no coquetel e durante o almoço foi servido vinho. Alguém falou mal? Disse que era feio bebida em festa de crente? Bom, até onde eu saiba não, fomos elogiados pela decência do casamento, muitos disseram que foi uma festa abençoada! Não me arrependo dessa minha escolha. Acho que quem está nesse mesmo dilema da Angel deve conversar com o noivo e com os pais, porque devemos levar em conta as pessoas que estarão no casamento, se são da bebedeira e etc. Um acordo será feito, com certeza! Encontrem um equilíbrio entre a doutrina da sua igreja e a vontade de vocês e com certeza conseguirão fazer a escolha certa! Para quem tem um caso parecido com o da Delzi, eu digo para não fazer a bobagem de colocar bebida apenas porque alguns bebem ou para não deixar de colocar por causa que os irmãos da igreja não bebem, pois os que vão no nosso casamento têm que ir com a intenção de nos prestigiar, certo?! Na hora de tomar a decisão, a opinião e acordo entre você e seu noivo contarão bem mais do que um simples  “Fulano bebe, Beltrano não bebe”. Leve em conta todos os lados, a doutrina, seu coração e tudo se encaixará! 😀

Decidiu por não ter bebidas?

Se vocês chegaram a conclusão de que não servirão bebidas alcoólicas no casamento, deixo algumas dicas para ter drinks alternativos e divertidos no casamento para ninguém sentir falta do álcool etílico (HAHAHA):

1- Drinks coloridos sem álcool e muito bem enfeitados

drinks coloridos

2- Estação de sucos e águas aromatizadas

agua

3- Coca-Cola ou seu refrigerante preferido disposto e servido de maneira diferente

cocacoca

Quem ama essas ideias alternativas? <3

Previous Post Next Post

Posts que você pode gostar

Comentários

  • Reply Carolina 5 de fevereiro de 2015 at 08:26

    Acho errado esse negócio de bebida alcoólica em casamento evangélico! Mas é uma questão de opinião. Se a família n é evangélica o mínimo que se pode fazer é passar o testemunho. Acho que valem as regras dos noivos e ninguém vai ficar resmungando por causa disso. Com tantos danos que os efeitos da bebida alcoólica causam, eu duvido que Deus seja indiferente ao uso.

    • Reply Amanda 5 de fevereiro de 2015 at 16:08

      Bom, Carolina é uma questão de opinião mesmo. Eu bebo (com moderação e raramente) e não considero bebida alcoólica um pecado, tudo tem um limite e acho que o bom senso é o principal. Beijos ;*

  • Reply Eliana 21 de fevereiro de 2015 at 14:08

    Olá acabei de conhecer o seu blog e estou fuçando tudo! Parabéns pelo conteúdo, muito bom mesmo. Quando casei, passei pelo dilema da bebida, sou evangélica, mas a minha família e a do meu esposo não são. Como foi uma festa pequena, optei sim pela cerveja, não vejo problema algum na bebida em si, o problema está na falta de limites e graças a Deus deu tudo certo. As pessoas confundem um pouco as coisas, mas, se parar para pensar, em tudo, se não há moderação gera um desequilíbrio, há pessoas que não colocam uma gota de álcool na boca, em compensação não se controlam com comida, são glutões… Enfim, não sei se me fiz entender, mas como você disse o bom senso é o principal moderador.

  • Reply Thalita Gambi Lisboa 22 de abril de 2015 at 12:06

    Amanda, tudo bem?
    Sou noivinha e também cheguei ao seu blog porque estava procurando posts sobre casamentos evangélicos. Estou enfrentando esse dilema.. rs! Meu noivo acabou de se converter e está radicalizando no evangelho.. hahaha! No bom sentido, ele descobriu que ama Jesus e isso é muito bom, mas ele decidiu que não quer nenhuma bebida alcoólica na festa, por outro lado, eu sempre fui de família evangélica, concordo com você que o errado é o excesso, tem um monte de crente que não bebe mas faz muitas outras coisas que desagradam ao Pai, porém, todos na minha família gostam de uma cervejinha, meu pai não é convertido e bebe em todas as festas da família… ou seja, se eu agradar meu noivo vou desagradar todos os convidados…. Não queria que isso acontecesse, alguma sugestão?!? rs!

    • Reply Amanda 23 de abril de 2015 at 11:27

      Oi, Thalita, tudo bem e com você?
      Olha, sinceramente acho que você não deve pensar em agradar ou não a maioria dos convidados e sim você e seu noivo mesmo. Aí o dilema é: você quer as bebidas e ele não… Óbvio que é necessária uma conversa franca e calma com ele, mas não fica pensando nos convidados não. Diga pro seu noivo que você gostaria que tivesse uma bebida, porque sua família está acostumada com isso e tal…
      Muitas pessoas do meu círculo também bebem, mas eu optei por não colocar bebidas. Vai de casal mesmo 😉
      Um beijo ;*

    Deixe um comentário